Bernardo Homem da Silveira – seu sogro José de Andrade Braga

José de Andrade Braga Bartyra SetteColaboração: Alda Câmara Bueno de Moraes Em meados do século XVIII, José de Andrade Braga e sua mulher Maria da Conceição moravam na Ilha de Santa Maria do Arquipélago dos Açores, onde nasceram filhos do casal. A família transferiu-se para o Brasil, fixando moradia em Prados-MG, onde José faleceu com testamento transcrito no Livro de óbitos da freguesia. 

Eles não sabem, mas nós sabemos quem são os pais de José de Andrade Braga:

Estão no processo de genere  e moribus do padre joão bernardes da silveira, em mariana-mg.Mariana Francisca de Belém veio para o Brasil, igualmente muito jovem, com seus pais, José de Andrade Braga e Maria da Conceição. Estes eram aparentados entre si e o casamento deles foi realizado dia 23 de fevereiro de 1726 na Matriz de Nossa Senhora de Assunção, Ilha de Santa Maria, dispensados de 3o. e 4o. graus de consangüinidade. José de Andrade Braga era filho de Miguel de Andrade Braga e Ângela de Magalhães.

Mariana Francisca, filha legítima de José Andrade e sua mulher Maria da Conceição, naturais desta Matriz de N.S.da Assunção e moradores na Ribeira de São Domingos, termo desta Vila, nasceu aos 29 dias do mês de setembro da era de 1728 anos, foi batizada nesta dita Matriz paroquial de seus pais por mim José de Andrade, cura desta Matriz, em os três dias do mês de outubro da dita era supra, foi padrinho Mel. Curvello de Magalhães, morador em Rosa Baixa e Mariana da Vitória, recolhida no recolhimento de NS da Conceição, e por ela assistiu seu pai Cristovam de Almada, morador nesta vila, todos naturais desta Matriz. Foram testemunhas Melchior de Saa e Cristovam de Almada, morador nesta vila, de que para constar fiz este termo que assinei era ut supra, cura José de Andrade”.

Segundo o  testamento de José, tiveram nove filhos:

(pesq. Alda Câmara Bueno de Moraes) microfilmes de Prados: o testamento de José de Andrade Braga  cc Maria da Conceição, feito em 25.02.1735.  (Não foi possível ler o nome dos pais dele e nem a procedência, pois o documento estava em péssimo  estado).

1- Gaspar Antonio de Andrade

2- Antonio Borges de Andrade

3- Jose Francisco de Andrade;

4- Manoel (Gaspar ?) Pacheco

5-Mariana Francisca de Belém cc Bermardo Homem da Silveira;

6- Maria da Assunção dos Prazeres cc. João Bernardes de Moura;

7- Ines da Gloria cc Alexandre Correa da Silveira;

8- Rosa de S. Jorge cc Jose Machado Neto;

9- Bernarda Josefa da Estrela cc Pedro da Costa. 

1- Gaspar Antonio de Andrade, nascido em Nossa Senhora da Assunção da Vila do Porto, Ilha de Santa Maria. Faleceu solteiro, sem herdeiros, na Lagoa Dourada, em 25-07-1797 (pesq. Alda Câmara Bueno de Moares). 

2- Antonio Borges de Andrade, também nascido na Ilha de Santa Maria, aos 14-02-1774, casou com Inácia Catarina de Rezende, filha de João de Rezende Silva e Maria dos Santos, naturais de Parati-RJ

14.02.1774 – Capela de Santo Antônio da Lagoa Dourada; Antônio Borges de Andrade – natural de N.Sra da Assunção – Ilha de Santa Maria. Filho de José de Andrade Braga e Maria da Conceição. Inácia Catarina de Rezende – filha de João de Rezende Silva e Mª dos Santos, naturais de Parati-RJ. (pesq. Alda)

 Antonio faleceu aos 05-06-1819 e foi inventariado aos 20-07-1820 por sua viúva. Compareceram ou foram representados no inventário (neste site) seis filhos: 

2-1 Ana Cândida de Rezende, aos 11-04-1797 casou com Francisco Luiz da Cunha Braga, filho de de Francisco Luiz da Cunha e Ana Ignacia de Jesu.

B7: Prados, Minas Gerais (e capelas filiadas) – casamentos – matriz aos 11-04-1797 Francisco Luiz da Cunha Braga, f.l. de Francisco Luiz da Cunha e Anna Ignacia de Jesus = Anna Candida de Rezende, f.l. de Antonio Borges de Andrade e Ignacia Catharina de Rezende. Nts/bts nesta freguesia de Prados.

          Ana, já falecida em 1820, foi representada no inventário paterno por quatro filhos (situação em 20-07-1820):

2-1-1 Jesuína, casada, ignora o nome do marido, é moradora na Campanha.

2-1-2 Francisco, solteiro, de idade de dezesseis anos.

2-1-3 Silvéria, casada com João Pereira, moradora em Nazaré

2-1-4 Cândido, solteiro, de dez anos de idade 

2-2 Maria, falecida, casada que foi com Domingos Leal, também falecido, sem geração..

2-3 Antonio, casado, morador no Ribeirão da Pataca. Antonio Borges de Andrade casou com Bernarda Maria da Conceição.

          Bernarda Maria era filha de Bernardo José Pinto Brandão e Inacia Joaquina Alves de Magalhães, neta materna de Caetano Alves de Magalhães e Francisca de Souza.

Caetano Alves de Magalhães, natural de Congonhas do Campo, filho natural de Caetano Alves de Magalhães e Araújo e de Dona Isabel da Silva, (auto apelidada Bernarda Maria), já falecidos em 1779. Caetano era irmão inteiro de José Alves de Magalhães casado com Maria Josefa de Magalhaes (estudo “Bento Pinto de Magalhães” -1, neste site). Caetano faleceu aos 16-02-1780 com testamento ditado aos 20-10-1779 onde declara naturalidade, filiação e “sou e sempre fui solteiro e nesse mesmo estado tive três filhos havidos de uma mulher parda chamada Francisca de Souza”. Foi inventariado em 1780 por seu irmão José. Foram seus filhos:

I- Inácia Joaquina Alves de Magalhães. Casou com Bernardo José Pinto Brandão

II- Joana, com 19 anos em 1780

III- Manoel, com 13 anos.

Bernardo José, natural do Bispado de Pena Fiel, falecido há seis ou sete anos sem testamento, foi inventariado por Inácia em 30-04-1806. Comparecem doze filhos (inventário neste site):

I-1 Caetano José Pinto, casado

I-2 Bernarda, casada com Antonio Borges de Andrade

I-3 Francisca, com 25 anos em 1806.

I-4 Manoel, 24 anos.

I-5 Rita, 23 anos.

I-6 José, 19 anos.

I-7 Rodrigo, 18 anos.

I-8 Maria, 15 anos

I-9 João, 14 anos.

I-10 Antonio, 12 anos.

I-11 Joaquim, 10 anos.

I-12 Bernardo, 09 anos. 

          Antonio e Bernarda tiveram, q.d. (pesquisa Alda Câmara Bueno de Moraes):

2-3-1 Manoel, batizado aos 20-08-1806

20.08.1806 – Piumhi = batizaram Manoel

2-3-2 Cândida, aos 04-06-1812

04.06.1812 – São Bento do Tamanduá – batizaram Cândida

2-4 João (ou José?) de Resende, casado. José (ou João?) de Rezende Silva, aos 28-08-1811, casou com Justiniana Antonia da Silva, filha de Antonio José da Silva e Marcelina Maria de Moraes, neta materna de Amaro de Freitas de Almada e Teresa Maria da Costa. Ensaio “Amaro de Freitas de Almada”.

B7: Prados, Minas Gerais (e capelas filiadas) – casamentos – Lagoa Dourada aos 28-08-1811 Jose de Resende Silva, f.l. de Antonio Borges de Andrade e Ignacia Catherina de Rezende = Justiniana Antonia da Silva, f.l. de Antonio Jose da Silva e Marcelina Maria de Moraes. Nts/bts nesta freguesia de Prados. 

2-5 Joaquina, falecida, casada que foi com Joaquim José, deixou filhos.

2-5-1 Bernarda, solteira, com 20 anos em 1820.

2-5-2 João, solteiro, com 16 anos.

2-5-3 Francisco, com 13 anos.

2-5-4 Cândido, com 10 anos.

2-5-5 Delfina, dcom 09 anos

 2-6 Pedro Borges de Andrade, casado

3- José Francisco de Andrade

4- Manoel Gaspar(?) Pacheco

5- Mariana Francisca de Belém casada com Bermardo Homem da Silveira

 6- Maria da Assunção dos Prazeres. Em 1735 estava casada com João Bernardes de Moura. Pais de, q.d.:

6-1 Furriel Antonio Bernardes de Moura, aos 26-04-1790, casou com Luiza da Costa Ferreira, filha do Tenente João da Costa Paes e Maria Joaquina do Sacramento

B7: Prados, Minas Gerais (e capelas filiadas) – casamentos – Lagoa aos 26-04-1790 Furriel Antonio Bernardes de Moura, f.l. de João Bernardes de Moura e Maria da Assumção dos Prazeres = Luiza da Costa Ferreira, f.l. do Tenente João da Costa Paes e Maria Joachina do Sacramento, n/b cap. de Sto. Antonio da Lagoa Dourada.

6-2 Joana Maria de Moura, aos 16-02-1784, casou com Manoel José do Nascimento, filho de Antonio de Almeida e de Francisca Thereza

B7: Prados, Minas Gerais (e capelas filiadas) – casamentos – Lagoa aos 16-02-1784 Manoel Jose do Nascimento, f.l. de Antonio de Almeida e de Francisca Thereza, n/b na capela de N. Sra. da Penha de Franca da Lagoa, freguesia da vila de S. Jose = Joana Maria de Moura, f.l. de João Bernardes de Moura e Maria de Assumpção, n/b na caplea da Lagoa Dourada.

7- Inês da Gloria, casou com Alexandre Correa da Silveira.

          Alexandre era natural da Ilha do Pico, filho de outro do mesmo nome e Maria dos Anjos (pesq. Alda).

          Alexandre e Inês foram pais de, q.d.

7-1 Gabriel, batizado na Capela de Santo Antonio da Lagoa Dourada em 21-08-1768.

Batizaram o filho Gabriel em 21.08.1768, na Capela de Sto Antônio da Lagoa Dourada. (pesq. Alda)

7-2 Bernardo Homem da Siveira, aos 13-09-1789, casou com Arcângela Antonia de Moraes, filha de João Ferreira de Freitas e Maria Arcângela de Moraes.

B7: Prados, Minas Gerais (e capelas filiadas) – casamentos – Olho d’Água aos 13-09-1789 Bernardo Homem da Sylveira, f.l. de Alexandre Correa da Sylveira e Ignez da Gloria, n/b Cap. Sto. Antonio da Lagoa Dourada = Arcangela Antonia de Moraes, f.l. de João Ferreyra de Freitas e Maria Arcangela de Moraes, n/b cap. do Olho d’água.

8- Rosa de São Jorge, casou com José Machado Neto

9- Bernarda Josefa da Estrela, natural da Ilha de Santa Maria Bispado de Angra, casou com Pedro da Costa, natural da freguesia de São Salvador, Bispado de Viseu, filho de Manoel da Costa e de Isabel Marques. Pedro faleceu com testamento (neste site) onde declara naturalidade, filiação, casamento e os onze filhos.

Bernarda, moradora na Freguesia de Santo Antonio da Aplicação de Santa Rita, faleceu em 25-12-1817 com testamento redigido em 18-10-1817 onde declara que seu marido falecera “há mais de vinte e quatro anos”. Bernarda declarou onze filhos de seu casal, todos com filhos exceto a filha Maria, falecida, e o filho Severino e Joaquim ainda solteiros. Teve seu inventário aberto em 25-04-1818 (neste site).

Foram filhos de Pedro e Bernarda, idades em 1793:

9-1 João Pedro da Costa, padre.

9-2 Pedro da Costa Ribeiro, com 29 anos em 1793. Já falecido em 1818, foi casado com Ana Joaquina que reside na Freguesia do Araxá, deixando uma filha:

9-2-1 Joana casada com Francisco Rodrigues de Brito, morador no Araxá

9-3 Manoel da Costa Ribeiro, com 27 anos morador nos Olhos D’Agua. Casado.

9-4 Antonio Joaquim de Andrade, com 25 anos morador no Sertão.Casado, morador na Freguesia do Araxá.

9-5 Ana Bernardes já era falecida em 1818. Foi casada com o Furriel Francisco Ferreira da Fonseca, moradores no Araxá, deixou filhos.

9-5-1 José, casado

9-5-2 Francisco Ferreira da Fonseca, solteiro, de idade de vinte e um anos. Na Paróquia de São Domingos do Araxá, aos 23-02-1818, casou com Feliciana Maria, filha de João Vicente Carvalho;

9-5-3 Felisberto, solteiro, de idade de dezenove anos.

9-5-4 Cândido Ferreira da Fonseca, solteiro, de idade de quinze anos. Casou com Maria Antonia de Moura, filha de Justino Martins e Luiza Maria

9-6 José Joaquim da Costa, com 23 anos em 1793, já era falecido em 1818. Foi casado com Maria Madalena de Jesus, morador deste Termo, deixou filhos.

9-6-1 Felicidade Joaquina da Conceição, batizada em 13-03-1797. Solteira, com vinte anos em 1818. Aos 20-01-1823 casou com Antonio José de Andrade, filho do Alferes José Antonio de Magalhães e Valentina Thereza de Jesus

9-6-2 José Joaquim da Costa, batizado em 27-05-1799. Solteiro, com dezoito anos em 1818. Aos 21-07-1822 casou com Maria Machada da Silva, filha do Capitão José Ferreira de Souza e Vicência Joaquina da Silva.

9-6-3 Mariana, solteira, com dezesseis anos.

9-6-4 Ana, solteira, com quatorze anos.

 9-7 Severino da Costa Ribeiro, com 23 anos, mora na cidade de Mariana. Casou com Joana de Barcelos. Em 1826 Capitão Severino, morador no Prata, estava casado com Maria Bárbara Leite.

9-8 Maria Bernarda da Costa, com 18 anos em 1793. Casou com Custódio Machado Ferreira, filho de Pedro Machado Ferreira e, viúvo de Ana Rosa de Jesus. Maria Bernarda já era falecida em 1817, sem geração.

inserida no inventário paterno

Certidão de casamento …(inicio rasgado)…sem descobrir impedimentos o reverendo Capelão João Jose de Carvalho, tendo como testemunhas o reverendo João Pedro da Costa , o Furriel Francisco Ferreira Fonseca e o Capitão Manoel Cardoso. Se receberam em matrimonio…Custodio Machado Ferreira, filho legitimo de Pedro Machado Ferreira e de ..( ilegível)…viúvo de Ana Rosa de Jesus,…com Maria Bernarda da Costa, filha legitima de Pedro da Costa e sua mulher Bernarda Josefa.

9-9 Francisco da Costa Ribeiro, com 16 anos em 1793. Em 1818 solteiro, de idade de quarenta e dois anos, morador no Araxá.

9-10 Joaquim José da Costa, com 14 anos em 1793. Tambem solteiro, de idade de trinta e nove anos. Testamenteiro e inventariante materno 

9-11 João José (ou Bernardes) da Costa, com 12 anos em 1793. Casou com Maria Rodrigues.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: