0 1 caso, Família Távora

ATENÇÃO:

EM BREVE POSTAREMOS AQUI a terceira parte das 6 do PROCESSO DA FAMÍLIA TÁVORA:

Leia a principal parte do Processo Távoras, neste PDF:

Excelente estado da cópia fiel do Pocesso Távoras que D. Maria I e o Príncipe D. João trouxeram para o Brasil. Não voltou para Portugal, pois ficou esquecido em uma caixa.

Tudo aconteceu porque o Rei D. José teve um filho, no final de 1758, com a Marquesa Nova de Lorena e Távora.

Pela primeira vez na Internet:

PRIMEIRO VOLUME

 Páginas de AN_012_98

 SEGUNDO VOLUME – Alguma páginas em mau estado. A maioria excelente de se ler. Tem muitos depoimentos, inclusive do Duque do Aveiro.

Páginas de AN_012_98 dois

 

Leia mais sobre nós Silva e Oliveira de Uberaba-MG e os Távora aqui nestas páginas deste site do CAPITÃO DOMINGOS:

www.capitaodomingos.com

 

Lenda dos Távoras

“A tradição diz que os irmãos D. Tedo e D. Rausendo, os protagonistas desta lenda, que se terá passado em 1037, eram descendentes de Ramiro II de Leão.

Os corajosos irmãos já há muito tempo tentavam tomar o castelo de Paredes da Beira que estava na posse do emir mouro de Lamego, sem qualquer sucesso. Mas um dia, esgotados todos os outros recursos, D. Tedo e D. Rausendo decidiram usar a astúcia para conseguirem apoderar-se da fortaleza.

Numa manhã do dia de S. João em que os mouros saíam habitualmente do castelo para se banharem nas águas do Távora, os dois irmãos e o seu exército disfarçados de mouros prepararam uma emboscada e entraram no castelo, matando a maior parte mouros que lá tinham ficado.

Avisados por alguns mouros que tinham conseguido fugir do assalto, os mouros que festejavam no rio prepararam-se para voltar ao castelo quando foram atacados no rio por D. Tedo e os seus guerreiros que os dizimaram a todos.

O vale do rio onde se travou a sangrenta luta ficou a ser chamado por Vale D’Amil em lembrança dos mouros que tinham sido mortos aos mil.

A lenda diz que os dois irmãos tomaram a partir da batalha o apelido de Távora, em memória do rio onde se tinha desenrolado a vitória, e adoptaram nas suas armas um golfinho sobre as ondas simbolizando D. Tedo que com o seu cavalo tinha vencido os Mouros nas águas do rio.”

http://www.portuguesefoundation.org/tavoras.pdf

http://jus2.uol.com.br/doutrina/texto.asp?id=7669

http://www.portuguesefoundation.org/tavoras.pdf

http://sagatavora.blogspot.com/

Uma resposta to “0 1 caso, Família Távora”

  1. sergio Says:

    Se nao me engano a historia data da época de 937.
    Na cidade de Guimaraes norte de Portugal onde nasceu este pais. La tem um Castelo, onde se deu toda a origem da familia.
    Sem mais
    Sergio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: